Português Italian English Spanish

Aposentadoria Especial: Reforma reduz salário e aumenta tempo de trabalho

Aposentadoria Especial: Reforma reduz salário e aumenta tempo de trabalho

A regra de transição para a aposentadoria especial prevista na Reforma da Previdência reduz salários e aumenta o tempo de exposição de trabalhadores a agentes nocivos à saúde. Crédito da foto: Divulgação

Da Redação

Mesmo com as mudanças realizadas na Câmara Federal, a PEC da Previdência decreta praticamente o fim da aposentadoria especial – que foi criada para proteger a saúde e a segurança do trabalhador. Segundo economista da subseção Dieese dos Metalúrgicos de Sorocaba, Fernando Lima, que integra a equipe responsável por um estudo sobre o tema (Nota Técnica nº 210), se aprovada, a Reforma exclui da aposentadoria especial os trabalhadores expostos à periculosidade e a torna sem efeito para os que atuam expostos a agentes nocivos.
Na prática, 60 anos passa ser a idade mínima para se aposentar, independente de atividade que exerce, e não será mais possível fazer a conversão para a aposentadoria comum. “Além disso, para que o segurado consiga receber 100% da média das contribuições, já rebaixada, terá que contribuir, ao todo, por 40 anos”.

Regra de transição

Segundo o economista, diferente das aposentadorias convencionais, na qual o trabalhador pode utilizar de até quatro regras de transição, na especial existe apenas uma “que é extremamente perversa”.

Fonte: SindMetal -Sorocaba