Português Italian English Spanish

“CAU na Cidade” questão ambiental atraí arquitetos em São José

“CAU na Cidade” questão ambiental atraí arquitetos em São José

Cartilha referência em Meio Ambiente ajuda arquitetos em licenciamento. Crédito da foto: Paulo Torraca

Por Paulo Torraca

Arquitetos, urbanistas, engenheiros e conselheiros do CAU-SP (Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo) debateram a questão ambiental na região na abertura do “CAU na Cidade” evento promovido pelo CAU/SP que acontece até quarta-feira (2) na sede da AEA SJC com palestras e oficinas no foco ambiental.
O palestrante Eduardo Trani, arquiteto urbanista, subsecretário estadual de Meio Ambiente, coordenador do curso de Gestão Ambiental do SENAC e membro da Comissão de Legislação do CAUSP, destacou a importância da cartilha “Instrumento de Planejamento, Licenciamento em Gestão Ambiental no Estado de São Paulo”, documento na versão impressa e on-line para os profissionais do Estado de São Paulo, “graça a parceria do CAU/SP e a Secretaria Estadual de Infraestutura e Meio Ambiente surge uma cartilha referência em questão ambiental fundamental ao arquiteto, ao urbanista e ao engenheiro na hora de desenvolver projeto, licenciamento e isso tudo on-line”, afirmou Trani.
“essa cartilha ajuda o projetista saber o que pode e o que não pode na área. Questão da água, a qualidade do ar. Esse documento é para ajudar em licenciamento (Cetesb; Sabesp e todos os órgãos). Além disso, ajuda o profissional no que deve fazer com seu projeto”, explica Trani.
Já para Afonso Monteiro, arquiteto e gerente especial do CAU/SP, o encontro com os arquitetos da região é importante para o Conselho que registra atualmente 54 mil arquitetos no estado de São Paulo, são arquitetos ativos que vivem momentos de mudanças e dificuldades na profissão e também de valorização profissional com a consolidação do Conselho dos Arquitetos, “época da consolidação do CAU/SP. O Conselho é novo. Foi criado no último ato do presidente Lula, em 2010. Em 2011, foi o período das eleições da entidade, em 2012 começou a funcionar e após 7 anos e 6 meses, entramos na fase de consolidar. O apoio dos arquitetos tem correspondido e a sociedade vai conhecer a força do arquiteto, diz um dito popular que o burro (animal) puxa a carroça e não sabe a força que tem e os arquitetos também não sabem a força que tem”, finalizou.

Agenda: CAU na Cidade

www.aeasjc.org.br/agenda/cau-na-cidade-palestras-o-cau-e-a-sociedade-e-panorama-ambiental-do vale/1589html