Português Italian English Spanish

Aviação Executiva: Embraer auxilia no desenvolvimento do transporte aéreo privado para vacinas contra a Covid-19

Aviação Executiva: Embraer auxilia no desenvolvimento do transporte aéreo privado para vacinas contra a Covid-19


Devido à pandemia, operadores estão considerando a possibilidade de usar aeronaves da Embraer para esse fim. Foto: Embraer/Divulgação

São José dos Campos – SP

A fabricante de aviões divulgou nesta quinta-feira (8) informações técnicas para auxiliar clientes em como seus jatos executivos podem ser adaptados para transportar a vacina contra a Covid-19. Devido à pandemia, operadores estão considerando a possibilidade de usar aeronaves da Embraer para esse fim. Atualmente, há mais de 1.400 jatos executivos da Embraer em operação em mais de 70 países.

A Embraer realizou testes e simulações para definir adequadamente as características e requisitos de carga em relação às especificações técnicas para o transporte das vacinas, considerando as diferenças entre cada aeronave. O transporte destes imunizantes requer temperaturas baixas, as quais são alcançadas com o uso de gelo seco.

Os documentos divulgados pela Embraer incluem orientações para os modelos de jatos executivos da Embraer: Phenom 100 e Phenom 100EV, Phenom 300 e Phenom 300E, Legacy 450 e Legacy 500, Praetor 500 e Praetor 600, Legacy 600, Legacy 650 e Legacy 650E, e Lineage 1000 e Lineage 1000E.

Em dezembro de 2020, a Embraer divulgou orientações técnicas para auxiliar clientes de aeronaves comerciais a definir corretamente as características e os requisitos de carga para o transporte das vacinas contra a Covid-19. Mais recentemente, a Embraer também divulgou orientações para aplicação de luzes UV-C para higienização do cockpit, assim como desinfetantes de longa duração para o interior das aeronaves.

A Embraer também aprovou o uso de MicroShield360™ e Bacoban®, sistemas desinfetantes preventivos de longa duração que, quando aplicados no interior das aeronaves, inibem continuamente o crescimento de microrganismos, vírus e bactérias.

A Embraer também divulgou um Boletim de Serviços que permite aos operadores das aeronaves ERJ 145 a instalação dos filtros HEPA de alta eficiência, que já são padrão de série em todas as versões das famílias de E-Jets e de E-Jets E2 de jatos comerciais.

Os filtros HEPA são extremamente eficientes, capturando 99,97% das partículas transportadas pelo ar e outros contaminantes biológicos, como bactérias, vírus e fungos. Essa tecnologia também está disponível nos jatos executivos da Embraer, com os filtros HEPA sendo padrão nos jatos Praetor. A combinação desses novos recursos com os já existentes equivale a um maior nível de proteção para os passageiros.