Português Italian English Spanish

Hospital Universitário da USP tem 10 dias para explicar cancelamento de concurso público

Hospital Universitário da USP tem 10 dias para explicar cancelamento de concurso público


TECESP quer esclarecimento sobre anulação do concurso e também do suposto favorecimento de candidatos. Foto: Divulgação

São Paulo - SP

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) concedeu um prazo de 10 dias para que o Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP) preste esclarecimentos sobre a anulação do concurso público para a contratação de Técnicos de Enfermagem e sobre o suposto favorecimento de candidatos que teriam grau de parentesco com servidores do órgão.

A solicitação, feita por meio de ofício assinado, nesta quarta-feira (27), pelo presidente do TCESP, conselheiro Dimas Ramalho, é endereçada ao superintendente do Hospital Universitário, José Pinhata Otoch e foi encaminhada com cópia para o reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior.

Lançado em maio deste ano, com mais de 7 mil inscritos para o preenchimento de 22 vagas na função de Técnico de Enfermagem, com jornada de 36 horas semanais a serem prestadas no HU, o concurso público foi anulado em 22 de julho após suspeita de favorecimento a duas irmãs/candidatas – as únicas que obtiveram nota máxima nas 40 questões –, que teriam laços de parentesco com uma servidora do HU.

No despacho, o presidente do TCE questiona, dentre outros pontos, quais os fundamentos utilizados para anulação do certame; quais as medidas adotadas em face ao suposto favorecimento de candidatos e solicita informações sobre o grau de parentesco e envolvimento com servidores do órgão.

O Tribunal de Contas ainda quer saber se haverá o ressarcimento dos mais de 7 mil inscritos e quais são as providências administrativas e disciplinares adotadas. As informações servirão para subsídio das ações de fiscalização da Corte como parte do processo de julgamento da prestação de contas da entidade.

Fonte: TECESP