Português Italian English Spanish

Produção industrial fica negativa em 0,4% entre maio e junho

Produção industrial fica negativa em 0,4% entre maio e junho


Projeção da FIESP para a produção industrial em 2022 é de queda de 0,9%. Foto: ADC News/Arquivo

São Paulo - SP

A Fiesp divulgou nesta semana o balanço da produção industria no bimestre. Segundo a Fiesp, a produção industrial caiu 0,4% entre maio e junho, sem efeitos sazonais. Frente a junho de 2021 houve recuo de 0,5%. A queda veio abaixo das expectativas do mercado (-0,3%). O resultado no mês foi puxado pela indústria de transformação (-0,3%), dado que a indústria extrativa cresceu no período (1,9%).

Na passagem do 1º para o 2º trimestre de 2022 a produção industrial cresceu 0,9%, sinalizando leve aceleração. Esse foi o terceiro resultado positivo consecutivo nesta métrica. Ainda com relação ao 1º trimestre de 2022, a indústria extrativa caiu 0,8%, e a transformação cresceu 1,2%.

A redução da atividade industrial em junho de 2022 foi resultado do recuo de três das quatro categorias econômicas e 15 dos 26 setores pesquisados. Entre os grupos de atividade, as influências negativas mais relevantes no mês de junho foram obtidas pelo segmento de farmoquímicos e farmacêuticos (-14,1%) e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-1,3%). Por outro lado, entre os demais que apresentaram crescimento da produção, os destaques positivos ficaram por conta de veículos automotores, reboques e carrocerias (6,1%) e indústrias extrativas (1,9%).

Entre as grandes categorias econômicas, na comparação com o mês anterior, sem influências sazonais, o destaque negativo ficou a cargo de bens de capital (-1,5%), após crescimento de 7,5% em maio. A categoria de bens intermediários (-0,8%) e de bens de consumo semi e não duráveis (-0,7%) também registrou queda na produção em junho. Por outro lado, a única variação positiva no mês ficou a cargo de bens de consumo duráveis (+6,4%).